IDIOMA

 
 
 
Serviços de A a Z
Quinta, 19 de novembro de 2015, 16h58 | Tamanho do texto: A- A+

SAÚDE

Trabalho em rede é tema de capacitação de ouvidores estaduais

MARICELLE LIMA VIEIRA
Assessoria/SES-MT

Interligar todas as demandas que chegam nos 16 escritórios regionais do estado com a Ouvidoria Setorial é um dos objetivos da Capacitação do Sistema Informatizado Ouvidor SUS - Nível 2. A proposta é possibilitar aos escritórios que conheçam a realidade do usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) da sua cidade e, com isso, promover melhorias.

A capacitação aconteceu nesta quarta e quinta-feira (18 e 19), no laboratório de Informática da Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan). No primeiro dia foram apresentados temas como ‘A ouvidoria como instrumento de gestão e base legal; ‘Perfil do ouvidor e requisitos para implantação da ouvidoria’; ‘Fluxo e rotina de trabalho’ e ‘Sistema Ouvidor SUS’, por um representante do Ministério da Saúde. Na quinta-feira (19) a programação seguiu com a explanação da Vigilância Sanitária e Ouvidoria, esclarecimentos de dúvidas e sugestões sobre o sistema e dos temas abordados.

O secretário-adjunto da Ouvidoria Geral do Estado, Christian Pizzatto de Moura, explica que o trabalho é fortalecer a participação do cidadão, com a expansão da rede Ouvidor SUS. “Nosso trabalho é que a demanda do cidadão que procurar a ouvidoria, consiga alcançar as instâncias que tomam decisões e fomentam a ampliação da rede, através das decisões do gestor”, disse ele.

O secretário acrescenta que a política do Governo do Estado é ampliar a participação social e ouvir o cidadão como forma de criar mecanismos de controle.

A ouvidora setorial da Saúde, Débbiê Caporossi Soares, salienta a importância da rede como essencial para a padronização de procedimentos técnicos, o que permitirá que todos falem a mesma linguagem. “Trabalhar em rede é diferente de trabalhar sozinho. Estaremos, enquanto grupo, compartilhando experiências e ajudando uns aos outros. O ganho será de todos, principalmente do cidadão”, comenta ela.

Para Ana Carolina, que representa a Ouvidoria do município de Pontes e Lacerda, a capacitação é a possibilidade da estruturação da rede e a troca de experiências entre os ouvidores. “A ação é um marco de relevante importância para a disseminação da cultura de transparência pública nos municípios”, completa ela.

Participaram da capacitação representantes dos escritórios regionais de Barra do Garças, Sinop, Água Boa, Baixada Cuiabana, Rondonópolis, Colíder, Porto Alegre do Norte, São Felix, Alta Floresta, Cáceres, Sinop, Peixoto de Azevedo, Juína, Diamantino, Pontes e Lacerda e Centro de Referência Dom Aquino Correa (Cridac).

Saúde

Newsletter
Preencha o formulário abaixo para receber nossos boletins: