IDIOMA

 
 
 
Serviços de A a Z
Quinta, 19 de novembro de 2015, 07h45 | Tamanho do texto: A- A+

SAÚDE

Ministério orienta sobre cuidados para evitar surto de sarampo no país

MARICELLE VIEIRA
Assessoria/SES-MT

 

Assessoria/SES-MT
http://www.secom.mt.gov.br//storage/1/webdisco/2007/09/25/374x280/a1fdc0529873032cdfa71b3e91d1bb8d.jpg

Depois do surto de Sarampo no Ceará e Pernambuco, o Ministério da Saúde (MS), vem realizando em todos os estados da Federação visitas técnicas para orientar sobre o cenário epidemiológico da doença. Nesta semana, entre 17 e 18 de novembro, foi a vez de Mato Grosso, onde representantes da Atenção Básica de Cuiabá e Várzea Grande, laboratórios, do Conselho Regional de Medicina, do Escritório Regional da Baixada Cuiabana, participaram da ‘Visita técnica para vigilância e controle das doenças exantematicas’.

A servidora da gerência de Vigilância de Doenças e Agravos Endêmicos, Selma Oliveira Marques, explica que Mato Grosso não tem incidência da doença, mas que é importante o alerta para evitar possíveis casos. “Estamos constantemente nos atualizando e atendendo a toda orientação do Ministério da Saúde sobre os cuidados com a doença de notificação compulsória desde 1968”, disse Selma.

Ela acrescenta que o Ministério da Saúde recomenda que todos os casos notificados de sarampo sejam encerrados ou descartados pelo critério laboratorial ou vínculo epidemiológico. O Programa Nacional de Imunizações estabelece a meta de 95% da cobertura vacinal de forma homogênea em todas as localidades no município.

Para avaliar e monitorar essa cobertura local, o Monitoramento Rápido de Cobertura deve ser realizado de forma sistemática, com articulação entre as equipes de vigilância epidemiológica e imunizações, Programa de Agentes Comunitários de Saúde e da Estratégia de Saúde da Família.

Flávia Cardoso de Melo, da coordenação Geral de Doenças Transmissíveis do MS, explica que há quatro meses o surto nos dois estados do Nordeste está controlado, porém, é importante a visita em todos os Estados para orientar sobre os procedimentos, já que em muitas unidades há notificações de casos importados.

Flávia destacou que no período de março de 2013 a março de 2014, foram confirmados 224 casos de sarampo em Pernambuco. No Ceará, entre dezembro de 2013 e maio de 2014, foram confirmados 174 casos do genótipo D8. Em 2014 foram confirmados sete casos de sarampo no estado de São Paulo com identificação dos genótipos D8 e B3. 

Na programação da visita fora realizadas ainda a avaliação do banco de doenças exantemáticas (sarampo, rubéola e síndrome da rubéola congênita), do período de 2007 a 2015 do Sistema de Informação de Agravos e Notificação (SINAM), e boletim de notificação semanal, além da avaliação dos bancos de resultados sorológicos das doenças exantemáticas e indicadores laboratoriais. A técnica do Ministério também visitou o Laboratório Central de Saúde Pública do Estado (Lacen/MT).

Saúde

Newsletter
Preencha o formulário abaixo para receber nossos boletins: